Categorias:

Psicanálise profissional: Como um líder deve agir com seus liderados

Imagem do avatar de
Publicado por Epuc Blog

Como um líder deve agir com seus liderados? Essa é uma dúvida presente na vida de muitos gestores e pessoas em cargos de influência de uma empresa. 

Isso porque os conceitos de gestão e boa liderança se transformam conforme o local que os profissionais estão inseridos.

Por exemplo, em algumas empresas, existe uma ideia de que o líder deve agir de forma rigorosa, sem flexibilidade e impondo uma ideia de “respeito” ao seu subordinado. 

Já em outros contextos de trabalho, o funcionário é visto como um colaborador ativo, ou seja, como uma pessoa que é parte da empresa e participa da tomada de decisão. 

Existem muitas mudanças que estão ocorrendo dentro do ambiente empresarial e nas formas de relação de trabalho, assim como na disposição comunicativa dos colaboradores e seus chefes. 

Isso tem ocorrido dentro de um contexto da globalização, que traz consigo culturas e valores diferentes e mais flexíveis.

Essas mudanças trazem desafios para as empresas, assim como para os seus líderes, sobretudo, no que se refere à forma como lidar com os liderados nos novos modelos de negócio e frente ao uso mais intenso de tecnologias e um tratamento mais harmonioso.

Nesse sentido, a psicanálise trabalha com algumas técnicas para orientar os líderes na forma como eles devem agir com suas equipes e promover melhor relacionamento, clima e tomada de decisão.

Dessa forma, neste artigo, falaremos sobre a psicanálise profissional e seu principal influenciador, Freud, e como pode ajudar no exercício da liderança.

É possível identificar, portanto, como está ocorrendo o comportamento de um líder, a importância de ter inteligência emocional, assim como as técnicas da psicanálise para o controle pessoal, assim como para gerar um estímulo ao seu colaborador.

É importante ressaltar que essas dicas valem tanto para um gestor de uma fábrica de embalagens de papelão, assim como para um administrador contábil de empresas e muitos outros contextos profissionais. Tem curiosidade sobre o tema? Então prossiga a leitura a seguir!

Quais são os tipos de liderança?

Muitas pessoas desejam ter seu próprio negócio e/ou atuar como líderes na empresa em que trabalham. Afinal, além de cargos de gestão voltados ao empreendimento em empresas, há líderes de departamento e de setor. 

Dessa forma, é muito importante conhecer quais são os perfis que envolvem o tema da liderança para se desenvolver e promover o sucesso do negócio.

Nesse sentido, é essencial diferenciar o que é um chefe da proposta do que é ser líder. 

No mundo do gerenciamento existem dois termos principais que direcionam a postura de liderança: o líder e o chefe.

De modo geral, o chefe costuma ser visto como uma pessoa autoritária, que tem como base de gestão a imposição de ordens e centralização de poder. 

Essa pessoa tem foco em lucros e resultados de modo principal e não costuma dar atenção aos seus colaboradores e as necessidades individuais. Além disso, o chefe gosta de ser temido, pois tem isso como uma ideia de respeito. 

Esse tipo de pessoa não costuma apresentar uma boa liderança, pois não estimula a conversa e engajamento com seus colaboradores, reduzindo a participação e a inovação vinda da equipe.

Por conta disso, os profissionais têm medo de falar com o chefe e de expor suas ideias e opiniões. 

Já quando falamos sobre um líder, nos referimos a um tipo de perfil diferente do chefe. Ele é um profissional que entende o valor do colaborador e gosta de ouvir suas ideias e opiniões. 

Além disso, ele consegue motivar sua equipe, mostrar o que deve ser feito, direcionando e engajando a equipe; e, ao mesmo tempo, ser respeitado por seus funcionários. 

O líder identifica quais são as habilidades dos seus colaboradores e trabalha a partir dessas percepções, desenvolvendo os profissionais e direcionando-os para atividades que façam mais sentido para as aptidões.

Nesse sentido, qual é o melhor caminho a ser seguido, já que um chefe também pode obter resultados considerados positivos para a empresa?

A ideia é ter atenção ao processo de formação do perfil de liderança conforme a empresa e, nesse sentido, as técnicas da psicanálise podem ajudar o empresário e gestores de serviços de transporte de cargas, assim como pessoas que atuam em outros segmentos, a identificarem a melhor forma de liderar.

De um modo geral, o mercado visa, atualmente, perfis mais flexíveis, que conseguem encontrar no modelo mais democrático uma postura de gestão, ainda que firme quando necessário, que consegue estimular e ouvir os colaboradores.

A relação da psicanálise com a liderança

Quando falamos sobre psicanálise, o primeiro pensamento diz respeito aos distúrbios que podem ocorrer na mente. 

Alguns desses distúrbios psíquicos vão ocorrer de forma inconsciente e são resgatados a partir de algum trauma ou até mesmo necessidade de reafirmação humana.

No entanto, a psicanálise vai além da identificação de tais distúrbios, atendendo diversas necessidades de conhecimento e elaboração de ideias/sentimentos, bem como compreendendo o comportamento humano e auxiliando em comunicações mais qualificadas.

Esse processo é feito a partir de um melhor conhecimento de si e do outro, o que permite estabelecer lideranças e até um relacionamento com os pares de forma mais qualificada.

Ainda assim, é preciso considerar que alguns elementos podem afetar o emocional de uma pessoa, assim como perturbar sua forma de agir. 

Como uma empresa é composta por diversas pessoas, cada uma com sua forma de vida e visão de mundo, é importante que a psicanálise seja aplicada para analisar essa pessoa de forma singular, assim como com respeito às experiências vividas, auxiliando em decisões e formas de posicionamento na empresa.

Freud, que foi o principal pesquisador e teórico da psicanálise, acredita que o líder é uma peça chave para que um grupo funcione bem, ou seja, para que esse grupo seja unido e o clima organizacional otimizado.

Quando um líder é identificado, existe uma experiência emocional que passa a ser compartilhada pelo grupo. Essa identificação precisa ser efetiva, para que o compartilhamento ocorra. 

Dessa forma, o objetivo da psicanálise na liderança é fazer com que o líder atue com mais clareza, se aproximando dos seus liderados e compartilhando emoções e sentimento de humanidade de forma adequada e precisa.

Isso não quer dizer que dentro da empresa de piso líquido preço não vão ocorrer situações de crises ou problemas, mas sim, que a forma de lidar com as situações mudará e será mais qualificada. 

Confira algumas dicas da psicanálise para os líderes

A psicanálise pode contribuir para a formação de um líder, sendo muito importante para estabelecer relacionamentos de valor no empreendimento.

Desse modo, se faz necessário que os responsáveis pela gestão e liderança de uma empresa conheçam essas dicas para auxiliar no crescimento da equipe e da empresa. 

Processo de gestão

O clima organizacional de uma empresa de laudo de responsabilidade técnica, ou seja, a forma como as pessoas se sentem dentro do seu local de trabalho, depende diretamente da forma como são gerenciadas e de como se sentem em relação ao ambiente ao redor.

Isso significa que, se o gerenciamento for agressivo, aquela pessoa pode ter um trauma e não conseguir realizar bem suas atividades. 

Diante disso, o líder, a partir das técnicas de psicanálise, precisa conhecer melhores formas de se comunicar, compreender os limites pessoais de cada liderado e identificar a melhor forma para lidar com cada colaborador.

Para auxiliar no processo listamos alguns itens que demandam atenção a seguir:

  • Autoconhecimento;
  • Inteligência emocional;
  • Confiança em sua equipe;
  • Empatia ao próximo;
  • Uso de técnicas da psicologia positiva. 

Vamos entender sobre cada uma dessas técnicas e como elas podem ser aplicadas em sua empresa de bancada de aço inox para cozinha

Autoconhecimento

O primeiro ponto é desenvolver o autoconhecimento, pois para ajudar as outras pessoas, o líder primeiro precisa se conhecer.

Ele precisa identificar se há traumas em sua vida, assim como quais são seus pontos fortes e fracos. 

A partir disso, é possível identificar dentro da equipe se existem pontos que precisam de melhoraria, assim como questões relacionadas ao aceitamento do feedback e confiança no colaborador. 

Inteligência emocional

Outro ponto essencial é desenvolver a inteligência emocional. É preciso saber controlar as emoções, pois isso afeta diretamente na forma como sua equipe será liderada e a comunicação adequada mesmo em momentos de crise. 

Imagine a seguinte situação: seu colaborador faz algo que você não gosta e, ao invés de conversar e tentar trazer um feedback, você trata a pessoa de forma agressiva. 

Isso demonstra falta de inteligência emocional e autocontrole, prejudicando o relacionamento e o clima organizacional.

Confiança da equipe

Também é muito importante confiar e estabelecer a confiança entre os membros da sua equipe. Esse é um aspecto que é conquistado ao longo do tempo. 

Para desenvolver essa confiança na sua equipe, é importante desenvolver também algumas habilidades de comunicação. 

Lembre-se que isso representa compartilhar algumas atividades. Por isso não seja um chefe centralizador e demande seus colaboradores. 

Essa ação é importante para favorecer os aspectos de comunicação entre os setores e autonomia dos profissionais, levando em conta a ação de ouvir o que o colaborador tem a dizer e valorizar esses insights.

Empatia

Outro ponto muito importante para sua empresa, seja ela de laboratório de ensaios ou uma loja de roupas para festas, é desenvolver empatia pelos seus colaboradores.

A empatia é o ato de se colocar no lugar do outro, de buscar entender quais são seus problemas e dificuldades e auxiliar na resolução de forma mais humanizada.

É muito importante que a empresa ajude o colaborador em seu processo de autoconhecimento e desenvolvimento, assim como na busca por confiança. 

Algumas ações interessantes que podem ser aplicadas nesse contexto são:

  • Contratação de psicólogo para conversar com os colaboradores;
  • Realização de palestras e workshops;
  • Momentos de dinâmica e integração em grupo.

Psicologia positiva

A dica final diz respeito à prática da psicologia positiva,que envolve diversas técnicas de comunicação e postura, promovendo um ambiente mais agradável na loja de piso cimentício atérmico preço M2

É claro que os problemas vão existir, erros ocorrerão e situações que podem causar estresse vão surgir em algum momento.

No entanto, é essencial que o líder busque manter sua equipe unida, mesmo em momentos  de crise e de dificuldade. 

Para conseguir desenvolver essas habilidades, o líder também pode realizar cursos e ações de treinamento, assim como buscar cuidar de sua saúde mental com a ajuda de um psicólogo. 

Essa é uma forma importante de manter um bom relacionamento tanto com o colaborador, como com os fornecedores de energia solar e os clientes da sua empresa, promovendo ambientes mais agradáveis e estimulantes, e desenvolvendo atividades mais qualificadas e prazerosas para todos os envolvidos.
Texto originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, canal em que você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

doze − oito =