Categorias:

Automação do mercado de trabalho: Saiba quais profissões deixarão de existir

Imagem do avatar de
Publicado por Epuc Blog

Com os avanços da tecnologia, máquinas estão ganhando a capacidade, cada vez mais, de executar trabalhos antes realizados somente por humanos. Um levantamento realizado pela Universidade de Brasília (UnB) estima que, até 2026, 54% dos empregos formais do país poderão ser ocupados por robôs e programas de computador. A porcentagem representa cerca de 30 milhões de vagas dos empregos existentes atualmente, que serão substituídos por softwares e robôs.

A automatização já é uma realidade em algumas profissões, e a tendência é que o número seja ainda maior nos próximos anos. Para entender melhor essa relação é necessário compreender as transformações já existentes no mercado de trabalho.

A Relação Entre a Automação e o Futuro do Trabalho

O avanço da tecnologia está tornando a vida das pessoas mais conveniente e fácil. Mas isso não quer dizer que tudo é perfeito, pois uma das consequências do uso da tecnologia é a extinção de algumas profissões que, até bem pouco tempo atrás, não só eram respeitadas, como muito bem-remuneradas.

É também verdade que, devido à mesma tecnologia, algumas profissões e mercados estão surgindo e já têm grande demanda, especialmente dentro do entretenimento, que está cada vez mais saindo do espaço físico e adentrando o espaço virtual. Até mesmo os cassinos físicos, por exemplo, estão sendo substituídos pelos cassinos online (como visto em https://casino.netbet.com/br/), que possuem as mesmas opções de jogos e fazem apostas com dinheiro de verdade, tudo acontecendo dentro de uma plataforma digital.

Outros segmentos além do entretenimento também estão seguindo essa tendência do mercado, cada vez mais as pessoas estão deixando de trabalhar em áreas que podem ser automatizadas, para entrar em áreas mais específicas, que exigem criatividade e a inovação para entregar boas soluções para seus clientes ou clientes das empresas em que trabalham.

Algumas das Profissões que Podem Desaparecer em Pouco Tempo:

– Agentes de viagem

Se antes era necessário contar com ajuda de um agente de viagens para planejar as férias, agora é possível realizar essa tarefa somente com o computador e até o celular. Já existem plataformas dedicadas a isso.

– Operador de telemarketing

Porta de entrada no mercado de trabalho para muitos jovens e odiado por vários outros brasileiros, a profissão de atendente de telemarketing está com os dias contados. Hoje, a tecnologia tem revolucionado o mercado de atendimento e a maioria dos clientes prefere entrar em contato com as empresas por outros canais, como chats, e-mail e até WhatsApp. A ligação para centros de atendimento tem sido a última das opções, por representar um dos caminhos mais burocráticos e, muitas vezes, uma perda de tempo e motivo para irritação. O cliente costuma passar horas no telefone e, no fim, a ligação pode cair sem motivo.

Portanto, a tendência é que o mercado invista cada vez mais em robôs, uma vez que eles apresentam maior produtividade e menos custo a longo prazo.

– Operador de caixa de supermercado

Ainda em fase de testes, há diversas ideias e sistemas que podem aposentar definitivamente os caixas de supermercados. Em alguns casos, o cliente realiza o trabalho sozinho. Em outros, não é preciso nem passar pelo caixa: basta sair do local para ter o valor descontado da sua conta.

– Corretor de imóveis

Outra profissão que tem perdido espaço para a internet. Antes, quem estava procurando algum imóvel para comprar ou alugar precisava recorrer aos jornais especializados e aos sites das próprias imobiliárias para fazer sua busca.

Hoje, o mercado já dispõe de diversas plataformas que apresentam inúmeras facilidades tanto ao futuro comprador quanto ao vendedor. Lá, as pessoas podem ver a descrição do imóvel, endereço, fotos e fazer a negociação sem a intermediação do corretor, o que também barateia a compra em torno de 6% referente à comissão de corretagem.

– Agente de Crédito

Outra profissão que vai ser extinta devido à tecnologia. Antigamente, quando alguém precisava de alguma linha de crédito, precisava se consultar com esse profissional. Ele avaliava a situação bancária do cliente e liberava ou não o valor solicitado. Agora, os bancos fazem isso de maneira automática e deixam o crédito pré-aprovado à disposição do interessado, já com todas as informações a respeito das parcelas, juros e taxas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dez + 4 =