Categorias:

O que faz um advogado familiar

Imagem do avatar de
Publicado por Epuc Blog

O advogado familiar é o profissional que atua em um dos ramos mais sensíveis do Direito, o de família e sucessões. Seu trabalho é focado nos casos que envolvem todas as questões relacionadas aos núcleos familiares e à proteção dos direitos de crianças e jovens.

Esta área é considerada sensível, visto que está totalmente vinculada a problemas íntimos de pessoas e seus familiares, como divórcios, partilha de bens, sucessões e inventários. O advogado especializado em direito de família irá tratar de casos delicados, pois seu cliente possui laços com a outra parte. Portanto, neste caso, mais do que em qualquer outro, é importante saber escolher um bom profissional.

Como se tornar um advogado de família?

Para se tornar um advogado de família, é preciso graduar-se no curso de Direito e possuir um registro profissional através da prova da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Além disso, é de extrema importância possuir experiência na área de direito de família e sucessões, o que pode acontecer por meio de uma pós-graduação ou de uma atuação profissional comprovada.

Direito de família

O direito de família é o ramo do direito que promove a justiça na família. E mais, o direito de família tem normas que definem os direitos e deveres de cada um dos membros da família estabelecendo regras patrimoniais, financeiras e ligadas à convivência familiar.

O cotidiano do advogado de família consiste na atuação intensa nas causas de família. O advogado familiar se aprofunda no assunto, visto que estuda a fundo as leis, os julgados e a doutrina. Além disso, a maioria destes profissionais gosta de escrever artigos para compartilhar seu conhecimento. O seu trabalho se inicia a partir do momento que atende o cliente em seu escritório e toma conhecimento de todos os fatos.

É no primeiro atendimento que o advogado familiar entende a situação onde o cliente está inserido e quais as providências precisam ser tomadas para preservar os seus interesses.

Principais atividades do advogado de família

Dentre todas as atividades que o advogado de família exerce, as principais são:

– Divórcio;

– Pensão alimentícia;

– Adoção;

– Testamento;

– Investigação de paternidade;

– Inventário;

– Doação de bens;

– Regime de visitação;

– Partilha de bens;

– Pacto de união estável;

Podem haver duas formas de o advogado de família trabalhar nos casos acima:

Casos litigiosos: Onde ocorrem disputas entre as partes e que chegam ao Poder Judiciário;

Acordos: Casos em que as partes optam

pelo acordo, sem a necessidade de abrir um processo judicial. Assim, o advogado de família representará um mediador.

Por que contratar um advogado de família?

Você pode precisar da ajuda de um advogado de família se:

1) Está com planos de se divorciar, anular o casamento ou se separar judicialmente;

2) Precisa de orientação sobre a custódia infantil;

3) Precisa de ajuda com ordem de restrição;

4) Quer realizar alterações em contratos familiares;

5) Está pensando em adotar uma criança;

6) Precisa solicitar pensão alimentícia;

7) Está prestes a abrir um inventário;

Atuações do advogado de família

O papel do advogado de família vai além da aplicação da lei e o

acesso à justiça. No direito de família, o profissional precisa passar tranquilidade e conforto para os consulentes. Então, sua atuação é dividida em:

– Consultiva: Se refere a planejamentos sucessórios, elaboração de contratos/testamentos e opiniões legais sobre posturas juridicamente corretas;

– Conciliadora: Evitar um litígio judicial,,entregando ao órgão jurisdicional ou extrajudicial competente o acordo feito pelas partes para ser homologado;

– Contenciosa: A única solução para o caso acontece através de uma ação judicial;

Qual o valor de um advogado de família?

Os honorários advocatícios possuem taxas e elas podem variar de

acordo com o tempo gasto no caso, a habilidade, experiência e profissionalismo

do advogado. Além disso, é preciso levar em conta a complexidade e o custo do processo, e os resultados que o advogado obteve.

Um dos principais fatores a serem levados em consideração para ter

uma noção de quanto o advogado irá custar, é verificar os honorários

estimulados pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Mas lembre-se, cada

Estado possui uma tabela do gênero e os advogados não são obrigados a seguirem

esse tipo de tabela, apesar da grande maioria usufruir desses valores de base para cobrar seus serviços.

É importante verificar outros pontos, como as despesas gerais do processo, análise de evidências, pesquisas e serviços públicos que podem ser custeados dependendo dos detalhes da ação. Para avaliar isto, consulte o advogado de família e verifique quais despesas estão inclusas em seu serviço e quais serão cobradas a parte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quinze + 4 =